Conheça brincadeiras super divertidas para
alegrar a criançada!

Neste mês de férias, a turminha do Le Kids Club AccorHotels separou
brincadeiras divertidas para você curtir com a família! Confira!

Passa anel

As crianças sentam em roda e uma delas estará no centro com o anel. As mãos das outras crianças ficam fechadas em formato de concha. A criança que está com o anel fingirá que o coloca dentro das mãos de cada participante. Ao final, tenta-se descobrir quem realmente está com o anel.

Mímica

Essa brincadeira pode ser feita em qualquer lugar. Uma criança sozinha ou em grupo decide por um objeto, animal, filme ou qualquer outra coisa que será encenada e anotará em um papel. O outro grupo de crianças tem que adivinhar a palavra escolhida.

Forca

A criança escolhe uma palavra e a representa no papel apenas com risquinhos correspondentes a cada letra. A outra pessoa tenta adivinhar a palavra ‘chutando’ uma letra de cada vez. A cada erro, um pedaço de um boneco aparece na forca até ser totalmente completo ou a palavra ser descoberta.

Cinco Marias

Com apenas cinco pedrinhas dá para montar um jogo desafiador do tempo das bisavós. A brincadeira consiste em jogar uma das pedras para cima e pegar outra no chão antes que a que foi lançada caia em sua mão. Pode ser jogado de diversas formas com a ideia de que fique cada vez mais difícil.

Estátua

Para essa brincadeira é bom ter mais de 3 pessoas. Você vai precisar de um aparelho de som. Todos os jogadores fazem um círculo e um fica como o mestre, controlando o som. Quando o mestre quiser ele abaixa o volume e diz “estátua”! Os jogadores devem ficar em posição de estátua, sem se mexer e o mestre vai tentar fazer caretas e brincadeiras para ver quem se mexe primeiro. Não vale fazer cócegas. Quem se mexer ou rir espera até que sobre somente um para reiniciar a brincadeira.

A palavra é

Brincadeira que mistura música e memória. Uma pessoa é a responsável por ditar uma palavra para o grupo. Quem for o primeiro a cantar uma musica com a palavra ditada, ganha um ponto. (Palavra: Gato/ Musica: Atirei o pau no gato to… mas o gato to…). Aquele que cantou primeiro toma a posição de responsável. O legal é pensar em palavras difíceis.

Stop

Todos fazem uma tabela em um papel em branco com os seguintes itens: nome, cidade, cor, animal, fruta, objeto, artista… Essa tabela pode ser modificada de acordo com o interesse dos participantes. O grupo precisa escolher uma letra (isso pode ser através de sorteio, ditado ou até mesmo uma pessoa que está fora da brincadeira pode falar uma letra qualquer do abecedário). Assim que definida a palavra, todos falam “Já” e começam a preencher essa tabela com o palavras que representem cada item e que comece com a letra selecionada. Quem terminar primeiro, grita “Stop” e ganha um ponto. A brincadeira se inicia novamente, só que agora com outra letra… e assim vai…quem fizer mais pontos, ganha.

Adivinhe a placa

Essa brincadeira é feita quando a viagem de carro é muito longa e cansativa. Todos que estão dentro do carro falam um numero de 0 á 9. Todo carro que passar do lado do carro da família, os participantes devem olhar qual é o ultimo numero da placa daquele carro. Quem juntar mais placas com o número escolhido (até o local de origem ou até um ponto final combinado por todos que estão brincando), ganha o jogo. Vale também ao invés de escolher o último numero da placa de carro, escolher a cor da caçamba do caminhão. O tempo passa de uma maneira mais divertida.

Continue a história

Essa brincadeira é boa para fazer quando está chovendo. Uma pessoa escreve cinco linhas de uma história que ela está em mente e passa para outra pessoa. A segunda participante lê a história e escreve mais cinco linhas. Nesse momento, a segunda participante dobre o papel de uma maneira que ela esconde o que a primeira pessoa escreveu e deixa visível para terceira pessoa apenas aquilo que ela escreveu. A terceira pessoa lê o segundo texto e continua escrevendo a história sem ter lido o começo dela. Depois que o terceiro escreve as suas cinco linhas, ele dobra o papel para esconder o primeiro e o segundo texto, deixando apenas o texto que ele escreveu visível para o quarto participante… E assim todos os integrantes da brincadeira escrevem uma parte dessa história sempre com base apenas do texto anterior (ele não pode ler os outros textos anteriores). Depois que fizerem duas rodadas, ou seja, todas as pessoas escreverem duas vezes um pedaço dessa história (isso dependente de quantas pessoas estiver brincando)… Quem começou o texto, abre o papel e lê a história como ficou. È muito divertido, pois as histórias saem muito inusitadas.

Detetive

Essa brincadeira pode ser feita tanto com papel e caneta, quanto com cartas de baralho. Todos fazem uma roda. Em um papel escreva a palavra detetive. Em outro a palavra ladrão. E no restantes dos papeis (depende de quantas pessoas estão brincando, pois todos devem ter um papel em mãos) escreva vítima. Dobre, misture e faça cada um pegar um papel sem ver o que está escrito nele. O objetivo do ladrão é matar as vítimas com uma piscada de olho discreta. E o objetivo do detetive é descobrir quem é o ladrão antes que ele mate todo mundo. Se o detetive descobrir o ladrão, ele o aponta e diz “preso em nome da lei!” e acaba o jogo.

Elefantinho colorido

Uma criança é escolhida para comandar o jogo. Ela fica na frente das demais e diz: “Elefantinho colorido!” O grupo responde: “Que cor?” O comandante escolhe uma cor e os demais saem correndo para tocar em algo que tenha aquela tonalidade. Se o pegador encostar em uma criança antes de ela chegar à cor, ela é capturada. Para ficar mais divertido, o comandante tem de escolher uma cor dificil de encontrar dentro do espaço que está acontecendo a brincadeira. Vence a brincadeira quem não for pego.

Telefone sem fio

Organizar os jogadores sentados um ao lado do outro em fila. O primeiro jogador diz uma frase/mensagem no ouvido do colega seguinte. Cada participante após receber a mensagem fala o mais baixo possível no ouvido do colega seguinte até que o ultimo falará em voz alta o que recebeu. A mensagem muitas vezes chega completamente diferente!!!

Vivo e Morto

O condutor irá dispor as crianças enfileiradas na horizontal, cada vez que o condutor falar MORTO, as crianças devem se agachar e quando ele falar VIVO eles devem se levantar, o condutor deverá ir falando cada vez mais rápido para que as crianças se confundam, quem errar sairá da brincadeira até que fique apenas o vencedor, depois a brincadeira recomeça novamente.

Fui à feira

Um jogador diz em voz alta: Fui a feira e comprei.. por exemplo ”maçã”. O jogador seguinte repete a frase do primeiro acrescentando outra mercadoria comprada por exemplo:” batata”, o terceiro jogador repete as mercadorias que os jogadores anteriores disseram e acrescenta mais uma, ganha quem não repetir mercadoria e lembrar todas que foram faladas.“Fui a feira comprar maça, batata, limão, laranja….